terça-feira, 29 de agosto de 2017

Museu do Vinho dos Biscoitos


Museu do Vinho dos Biscoitos







Museu do Vinho dos Biscoitos é um museu dos Açores localizado na freguesia dos Biscoitos, concelho da Praia da Vitória, ilha Terceira, arquipelago dos Açores.


Este museu que procura contar os 430 anos de história da cultura da vinha na freguesia dos Biscoitos e que igualmente procura integrar-se na tradicional paisagem de produção de vinho dos biscoitos, actualmente Região Demarcada, foi inaugurado em 2 de fevereiro de 1990, durante as comemorações do centésimo aniversário da Casa Agrícola Brum pelos herdeiros de Francisco Maria Brum, antigo produtor de vinha da freguesia dos Biscoitos.



Neste museu é possível ver todo o processo de produção de vinho, desde o cultivo da videira até à maturação da vinha e à transformação desta em vinho ou nos seus subprodutos.

Aqui encontram-se também toda uma colectânea de alfaiais agrícolas ligadas ao amanho do corrais onde a videira é cultivada de forma a ficar abrigada das inclemências dos clima.

O edificio do museu propriamente dito encontra-se localizado à Canada do Caldeiro, a 50 metros do centro da Freguesia dos Biscoitos, a 18 km da cidade de Angra do Heroísmo e a 22 km da cidade da Praia da Vitória.

O museu é a fachada de uma propriedade com 10 alqueires, para além dos mais 60 que englobam a exploração de Verdelho e é constituído pelas seguintes secções: uma adega destinada ao Vinho Verdelho, uma destilaria, uma Sala etnográfica, uma Sala de provas, uma Casa típica onde é feito o engarrafamento do Verdelho do Museu, uma Casa típica que é a sede da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos, um campo ampelográfico, uma latada, vários pátios que alojam peças de lagares, uma torre, uma eira, um palheiro com dois pisos.

Neste museu encontram-se vários tipos de produtos vitivinícolas feitos com as vinhas da região como é o caso:
  • Brum, (I), vinho Vinho Licoroso de Qualidade Produzido em Região Determinada (VLQPRD), do tipo licoroso feito com as castas de Verdelho dos Açores e Terrantez (vestígios), que alcança teor alcoólico de 17º vol. ou 134 g/litro.
  • Brum, (II), vinho VLQPRD, do tipo licoroso feito com as castas de Verdelho dos Açores e Terrantez (vestígios), que alcança teor alcoólico de 17º vol.
  • Donatário, vinho do tipo branco, feito com as castas de Verdelho dos Biscoitos, que alcança um teor alcoólico de 12%.
  • Chico Maria, (I), do tipo Seco, licoroso, elaborado com as castas de Verdelho dos Açores e que alcança um teor alcoólico de 17%.
  • Chico Maria, (II), do tipo meio seco e licoroso, elaborado com as castas de verdelho dos Açores e vestígios de Terrantez da Terceira, alcançado um teor alcoólico de 18%.
  • Chico Maria, (III), do tipo doce e licoroso, elaborado com as castas de Verdelho dos Açores e vestígios de Terrantez da Terceira, alcançado um teor alcoólico de 19%.


Canto ao Vinho!
(Autora: Azoriana)

Ó vinho delicioso
Que adoças a garganta
Para mim és glorioso
És do bago que me encanta.

És o nectar fabuloso
Que no paladar se planta
És o bom vinho, famoso,
Que até o humor levanta.

Cálice de tom divino
Maresia do lendário
De sabor puro e fino.

Casa Brum, Chico Maria,
Nobre Museu, Donatário,
Resistência mais Confraria.

Casa Agrícola Brum


Administrada pela quinta Geração dos Brum esta empresa continua a laborar no campo da vitivinicultura. Fundada por Francisco Maria Brum, em 1890, na sua Casa das Fontinhas, sete anos depois muda-se para os Biscoitos, onde principiara um importante trabalho de reconversão da vinha com puas vindas de pés francos recolhidos, inicialmente, no Porto Martins e na Caldeira das Lajes, que foram enxertadas em bacelos vindos do Continente, os chamados localmente “resistentes” ao filoxera. Homem de espírito dinâmico e sem esmorecimento perante adversidades recuperou vastas áreas de biscoito que ia adquirindo para implantação de novas cepas.

Manuel Gonçalves Toledo Brum seguiu as pisadas do pai e constrói nova adega cujo filho, Fernando Linhares Brum, não fugindo à regra dos antecessores, com produção acrescida, dota a Casa com adequadas infraestruturas ao contexto então vivido.

Reconhecendo e louvado o seu esforço e empenho como empresário, em 1987, o Presidente da República Portuguesa Doutor Mário Soares, em 10 de Junho, atribuiu o Grau de Comendador da Ordem de Mérito Agrícola e Industrial (Classe de Mérito Agrícola) a Fernando Brum.


À frente dos destinos da Casa Agrícola Brum Lda. dedicando-se aos campos da Agricultura, Pecuária e Silvicultura, Luís Mendes Brum sempre privilegiou o desenvolvimento da vitivinicultura, área que domina com grande à vontade levando tal como os seus antecessores a modernizar uma das adegas destinadas a vinhos tranquilos, com equipamentos vindos da Itália. Procedendo ao lançamento do branco “Donatário” hoje uma referência no vinho dos Açores assim como o “Da Resistência”.

Aquando da passagem do testemunho aos seus filhos, em Dezembro de 2007, foi apresentado o branco “Ramo Grande”. No dia do centenário da empresa a Casa Brum abriu ao público o Museu do Vinho (dos Biscoitos).

Foi mais um alto serviço prestado a nível regional e nacional, recebendo anualmente milhares de visitantes. Como espaço cultural ao serviço da população, vem disponibilizando as suas instalações para a Festa da Vinha e do Vinho dos Biscoitos para outras acções culturais. Luís Mendes Brum foi o principal impulsionador do movimento que levou à criação da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Os vinhos desta Casa Agrícola são elaborados com base na casta Verdelho, como os generosos Seco, Meio – Seco e Doce com a marca “Chico Maria” em homenagem ao seu fundador e os tranquilos “Donatário”, “Da Resistência” e “Ramo Grande".







A Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos
encontra-se profundamente ligada a esta entidade museológica
sendo um dos seus principais dinamizadores.

1844 - Planta da freguesia de São Pedro,
freguesia dos Biscoitos. Terceira

A planta da freguesia de S. Pedro dos Biscoitos da ilha Terceira referida nesta página,foi traçada e colorida por Joaquim Bernardo de Mello Nogueira do Castello em 1830. Patrício gravou e estampou a mesma em 1844. A Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos reeditou, 300 exemplares, de parceria com o Instituto Histórico da Ilha Terceira, tendo o mesmo sido apresentado durante as comemorações do X Aniversário da Confraria no Palácio Municipal de Angra do Heroísmo em 10 de Março de 2003.


Na mesma existem referências às Ermidas, Canadas, atalhos e Ruas da Freguesia como por exemplo: Rua Longa, Canada dos Boiões, Rua do Mangas, Caminho da Rocha, Canada do Caldeira, Canada da Galega ( hoje com a designação de Tenente Coronel), Canada das Vinhas, Canada do Rego, Canada da Obra, entre outras.



Origem: Wikipédia